Página Principal  Comunicação  Notícias

Aumentar(+)   Diminuir(-)
11/06/2013

Comissão de Educação defende posicionamento dos Conselhos de Educação sobre câmeras de vigilância em salas de aula

Celso Stefanoski, diretor do Sinpro/RS, alertou que câmeras interferem no processo pedagógico
Foto: Ederson Nunes/ CMPA/ Divulgação

A instalação de câmeras de vigilância em salas de aula pelas instituições de ensino privado da Capital foi pauta da reunião na terça-feira , 11, da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece), da Câmara Municipal de Porto Alegre. O debate sobre os problemas representados pela instalação de câmeras de vigilância nas salas de aula de escolas privadas foi sugerido pelo Sinpro/RS.

Celso Stefanoski, diretor do Sinpro/RS, fez uma explanação sobre o levantamento feito pelo Sindicato, que constatou mais de cem escolas
 com câmeras de vigilância em salas de aula e alertou para os prejuízos que esse controle representa ao processo pedagógico. O Sinpro/RS esteve representado ainda pelos diretores Marcos Fuhr, Sani Cardon (FeteeSul), Glória Bittencourt (Conselho Municipal de Educação) e André Portella.

A
 vereadora Sofia Cavedon concluiu a sessão comprometendo-se em elaborar um documento que expresse publicamente a posição da Comissão de Educação contrária ao controle do trabalho dos professores em sala de aula. E propõs que essa posição seja encaminhada aos conselhos municipal e estadual de Educação, aos quais sugeriu que assumam um posicionamento e, ao Ceed/RS, que realize uma audiência pública. A presidente da Cece lamentou a ausência de contraponto, já que o Sinepe/RS e o Sindicreches foram convidados para o debate e não enviaram representantes.


Voltar Imprimir Enviar por E-mail   Informar Erro   Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter

Sinpro/RS - Av. João Pessoa, 919 - Farroupilha - CEP 90040-000 - Porto Alegre - RS - Fone (51) 4009 2900 - Fax (51) 4009 2917 - Filiado a CUT, Contee e Fetee/SUL

© Copyright 2006 - 2017, Sinpro/RS - Todos os direitos reservados.