Aumentar(+)   Diminuir(-)
Logotipo Período Livre

NEGOCIAÇÃO SALARIAL
Sinpro/RS realiza nova assembleia geral
Professores avaliarão processo de negociação da Educação Superior

Foto: César Fraga/ Ascom Sinpro/RS
Última reunião ocorreu no dia 8 de maio
O Sinpro/RS convoca os professores do ensino privado para assembleia geral, no próximo dia 19 de maio, às 14 horas, no auditório do Sindicato em Porto Alegre (Avenida João Pessoa, 919), para avaliar o processo de negociação salarial com o Sinepe/RS - Educação Superior - e deliberar sobre proposta para a Convenção Coletiva de Trabalho 2012. Na pauta, ainda, avaliação e aprovação do Balanço Patrimonial 2011 do Sinpro/RS e a ratificação do percentual de desconto da Contribuição Assistencial.

Até o fechamento desta edição do Período Livre, Sinpro/RS e Sinepe/RS realizaram nove rodadas de negociação na Comissão da Educação Superior, todas marcadas pela intenção patronal de reduzir direitos e manter saldo zero na negociação. Diferente da Comissão da Educação Básica, que já chegou a uma proposta para acordo, aprovada pelos professores na assembleia geral do dia 28 de abril, os representantes das instituições de Educação Superior usaram da estratégia de prolongar as negociações de forma a desgastar o processo e a campanha dos professores.

Na última rodada de negociação, realizada na terça, 8 de maio, ficou definida a proposta que contempla o reajuste salarial de 5,47% (INPC) a partir de março e a integralização de 6% em maio; o reajuste de 6,5% no piso a partir de maio e a extensão do prazo limite para o pagamento dos salários ao quinto dia útil, a partir de agosto. A comissão patronal, sem assumir a autoria da proposta, comprometeu-se em apresentar a mesma à assembleia geral das instituições de ensino, marcada para o dia 15 de maio.

CONTRA OS PROFESSORES
A resistência dos gestores da Educação Superior a avanços na Convenção Coletiva de Trabalho já havia sido evidenciada na negociação salarial de 2011, quando se posicionaram em bloco contra o aumento real de salário. Neste ano, com a negociação em câmaras setoriais distintas, isso ficou ainda mais acentuado, tendo como principais protagonistas os representantes das instituições ligadas ao Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) – PUCRS, Unisinos, Univates, UCS e a Feevale na linha da frente.

Ao se colocarem impermeáveis às expectativas de sua primeira comunidade, a dos professores, as instituições comunitárias da Educação Superior entram em profunda contradição em relação ao conceito comunitário e às justificativas de reajuste das anuidades escolares com o aumento dos salários dos professores.

Procurados por professores e funcionários, no último dia 27 de abril, na reunião do Comung realizada em Santa Cruz do Sul, os reitores das universidades optaram em se calar diante das reivindicações e delegar apenas à comissão da Educação Superior o rumo das negociações. Uma postura marcada por um viés político e ideológico, em completa dessintonia com o cenário positivo da economia e do ensino privado.


LIMITE DE ALUNOS POR TURMA
Sinpro/RS mantém campanha pública

Até o final deste mês será publicada no site www.limitedealunosporturma.com.br a lista das instituições de Educação Básica e da Educação Superior que mantêm turmas com número acima dos parâmetros defendidos pelos professores junto ao Sinepe/RS. O Sindicato está concluindo o levantamento realizado em todo o estado até o dia 11 de maio.

Lançada há dois anos, a campanha pública para chamar a atenção da comunidade gaúcha da prática de excesso de alunos por turma em algumas instituições de ensino tem gerado um volume grande de manifestações de pais e alunos, sensíveis à necessária limitação para a qualidade do ensino.

Com as repetidas negativas do Sindicato patronal (Sinepe/RS) em discutir o assunto e regular na Convenção Coletiva de Trabalho, o Sinpro/RS manterá a disputa na opinião pública, com a manutenção do site e das denúncias dos excessos praticados.


PONTO EXTRACLASSE
O registro das horas trabalhadas

Mais de 400 downloads da planilha Ponto Extraclasse foram registrados somente neste ano. Disponibilizada gratuitamente no site do Sindicato (www.sinprors.org.br), a planilha foi especialmente desenvolvida para que os professores registrem o tempo e as tarefas realizadas fora da carga horária contradada e sem remuneração. A iniciativa tem como objetivo dar a dimensão do tempo de trabalho extraclasse realizado sem remuneração e identificar as atividades.

SINDICALIZAÇÃO

O Sinpro/RS associou 740 professores desde fevereiro, quando foi lançada a campanha de sindicalização deste ano. A meta é sindicalizar 1.714 professores até dezembro. O Sinpro/RS conta com 17.880 associados, mais de 50% da categoria no estado.

Assembleia Geral - 19/05
Voltar   Imprimir

Sinpro/RS - Av. João Pessoa, 919 - Farroupilha - CEP 90040-000 - Porto Alegre - RS - Fone (51) 4009 2900 - Fax (51) 4009 2917 - Filiado a CUT, Contee e Fetee/SUL

© Copyright 2006 - 2017, Sinpro/RS - Todos os direitos reservados.