Página Principal  Comunicação  Notícias

Aumentar(+)   Diminuir(-)
08/01/2018

Direção colegiada define estratégias e ações para o Sinpro/RS em 2018

Definições passam também pelas negociações salariais coletivas
Foto: Valéria Ochôa - Ascom Sinpro/RS

A direção colegiada do Sinpro/RS realizou, nos dias 4 e 5 de janeiro, o seminário anual de planejamento executivo do Sindicato para 2018, em Porto Alegre, com a participação de 48 diretores, das assessorias especializadas e profissionais de apoio da ação sindical da entidade.

Dentre os pontos de pauta, a avaliação da atuação do Sinpro/RS em 2017, que assinalou a participação expressiva do Sindicato na mobilização contra as reformas trabalhista e da Previdência, inclusive com a participação de professores na greve geral do dia 28 de abril, em mais de 120 instituições de ensino privado. "A política, os projetos e as iniciativas desenvolvidas ao longo do ano de 2017 atestam o compromisso do Sindicato com a defesa dos direitos da categoria – compromisso reafirmado para 2018. Também foi salientada a vitalidade do Sinpro/RS que, em meio as adversidades políticas que marcam o atual momento histórico do país, registrou a adesão de 2.486 professores ao quadro social do Sindicato", destaca Cecília Farias, diretora do Sinpro/RS. Para o próximo ano, foram definidas as iniciativas para a continuidade da luta contra a reforma da Previdência, que tem previsão de votação na Câmara Federal já na segunda quinzena de fevereiro.

NEGOCIAÇÕES - O principal conjunto de definições, no entanto, trata da realização da campanha de negociação coletiva com vistas à renovação das Convenções de Trabalho da educação básica e superior. A campanha terá início com a realização da Assembleia Geral regionalizada, entre os dias 26 de fevereiro e 3 de março, em um grande número de cidades e de instituições de ensino em todo o estado, para a definição das pautas de reivindicações e da contribuição dos professores para a sustentação financeira do Sinpro/RS e de suas lutas. "O Sindicato está monitorando o reajuste das anuidades, mais uma vez bem acima da inflação do período tanto na educação básica quanto na superior", observa Flávio Henn, diretor do Sinpro/RS.

Também foi destaque, na avaliação da conjuntura educacional, o grande número de demissões nas instituições de educação superior e as mudanças acadêmicas e administrativas que ameaçam a empregabilidade dos professores. "A manutenção dos direitos expressos nas Convenções Coletivas e a empregabilidade dos professores estarão no centro da luta do Sindicato na campanha salarial 2018", acentua Cecília.


Voltar Imprimir Enviar por E-mail   Informar Erro   Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter

Sinpro/RS - Av. João Pessoa, 919 - Farroupilha - CEP 90040-000 - Porto Alegre - RS - Fone (51) 4009 2900 - Fax (51) 4009 2917 - Filiado a CUT, Contee e Fetee/SUL

© Copyright 2006 - 2018, Sinpro/RS - Todos os direitos reservados.