Compra da Fargs pelo grupo Estácio preocupa Sindicato


Comunicação Sinpro/RS
Fargs | Publicado em 02/08/2012


O Sinpro/RS vê com preocupação a aquisição das Faculdades Rio-Grandenses (Fargs) pelo grupo Estácio de Sá. “Somos contrários à mercantilização da educação e esta é a segunda instituição com caráter comercial, que vem para o Rio Grande do Sul”, afirma Marcos Fuhr, diretor do Sindicato, referindo-se também ao Grupo Anhanguera que desembarcou no estado em 2007 e já adquiriu instituições em Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande e Santa Maria, além de criar uma unidade em Porto Alegre.

Com capital na bolsa de valores, a Estácio anunciou, nesta quarta-feira, 1º de agosto, a compra da Fargs por R$ 9,33 milhões e a intenção de aumentar dos atuais 1,1 mil estudantes para 6 mil nos próximos anos. Segundo gestores da Estácio, o crescimento acelerado se dará por meio de investimento em estrutura e na introdução de novo sistema de ensino. Conforme documento publicado no site da Estácio Participações, empresa que opera as ações do grupo na Bovespa, “o Rio grande do Sul é uma praça estratégica para o ensino presencial e para um futuro polo de EaD”.

“Essa expectativa de crescimento surpreende e preocupa. Vem na contramão das previsões das demais instituições, que informam pequenas taxas de expansão”, observa Fuhr. “Não permitiremos precarização das condições de trabalho e de salários como suporte de crescimento, como tem sido a prática destas instituições”.

ATRATIVO – Segundo a direção do Grupo Estácio, pelo menos dois fatores foram fundamentais na decisão de compra da Fargs: o índice baixo de ocupação de vagas, que ajudou a rebaixar o valor para compra e boas avaliações junto ao Ministério da Educação (MEC).

GRUPO ESTÁCIO – É uma das maiores instituições de ensino superior do Brasil, com mais de 270 mil alunos em Universidades, Centros Universitários e Faculdades, distribuídos em 19 estados brasileiros. Na região Sul, a Estácio já está no Paraná e em Santa Catarina. Oferece cursos de graduação (bacharelado e licenciatura), graduação tecnológica e pós-graduação, nas modalidades, presencial, a distância e a distância semipresencial.