Educação está entre os temas de diálogo do Brasil com Obama


Comunicação Sinpro/RS
Educação | Publicado em 22/01/2013


A agenda da relação Brasil-Estados Unidos no segundo mandato de Barack Obama deve ser menos política e mais pragmática, segundo analistas ouvidos pela BBC Brasil, para quem o foco dessa agenda seriam temas econômicos, como comércio e investimentos. Os entrevistados ainda destacam a Cooperação Educacional entre os países.

Com um problema crescente de falta de mão de obra especializada e níveis de investimento em pesquisa e desenvolvimento decepcionantes, o Brasil tem interesse em fazer da cooperação nas áreas de educação e pesquisa uma das prioridades nas relações com os EUA. Hoje, 800 brasileiros estudam nos EUA como parte do programa Ciência Sem Fronteiras, do governo federal, que concede bolsa a esses alunos. E promover o programa foi um dos objetivos da presidente Dilma Rousseff em sua visita aos país, no ano passado.

A ideia é que nos próximos anos 20 mil brasileiros passem pelas universidades do país financiados pelo Ciências sem Fronteira. E esquemas de cooperação devem permitir que alguns estudantes trabalhem em empresas e laboratórios de pesquisa americanos. Além disso em maio de 2011, Obama anunciou um programa similar no qual pretende enviar 100 mil alunos americanos para estudar nos países latino-americanos.

Com informações de Folha de São Paulo.