Reunião para superar impasse com o Sinepe/RS

Fizeram um apelo à definição de consensos com a maior brevidade, com vistas ao encerramento da Campanha Salarial 2017 e garantia do recebimento dos reajustes e manutenção dos direitos dos funcionários.

Por Comunicação Sinpro/RS
Ensino Privado | Publicado em 07/07/2017


Na manhã desta sexta-feira, 7 de julho, diretores do Sinpro/RS e da FeteeSul estiveram reunidos com o presidente do Sinepe/RS, Bruno Eizerik, para manifestar estranheza e contrariedade com a não conclusão das formalidades negociação coletiva e da renovação das Convenções Coletivas de Trabalho – CCTs da educação básica e superior dos funcionários técnicos e administrativos das instituições privadas de ensino do Rio Grande do Sul.

Ocorre que, desde o início de maio, após o encerramento das negociações e da realização da assembleia geral das escolas, instalou-se o impasse em relação a redação de cláusulas referentes a banco de horas e feriados ponte nas CCTs da categoria.

Os dirigentes do Sinpro/RS lamentaram que interesses não pautados durante o processo de negociação, anterior à assembleia, tenham sido expressos por ocasião da formalização do acordo, gerando o impasse. Fizeram um apelo à definição de consensos com a maior brevidade, com vistas ao encerramento da Campanha Salarial 2017 e garantia do recebimento dos reajustes e manutenção dos direitos dos funcionários.

Após a reunião com a comissão, aconteceu nova reunião entre o Sinepe/RS e os sindicatos de técnicos que construiu uma minuta de acordo que será submetida à assembleia das escolas, na próxima terça-feira, 11 de julho.