Aprovada pauta de reivindicações e orçamento do Sinpro/RS

Dentre os itens, aumento real de salário, limitação no número de alunos por turma, remuneração do trabalho extraclasse, isonomia salarial no ensino fundamental e unificação do calendário escolar.

Por Comunicação Sinpro/RS
Assembleia Geral | Publicado em 13/12/2014


Em assembleia geral, realizada em Porto Alegre na tarde deste sábado, 13 de dezembro, os professores do ensino privado aprovaram a pauta preliminar para as negociações salariais 2015, que acontecerão a partir de março com o sindicato patronal (Sinepe/RS). Dentre os itens, aumento real de salário, limitação no número de alunos por turma, remuneração do trabalho extraclasse, isonomia salarial no ensino fundamental e unificação do calendário escolar. Em fevereiro, o Sindicato dos Professores (Sinpro/RS) realizará assembleia regionalizada para a definição da pauta completa.

CALENDÁRIO ESCOLAR – A assembleia geral repudiou o desencontro dos calendários das instituições de ensino privado, que está comprometendo a integridade das férias dos professores. “Muitos trabalham em mais de uma instituição de ensino e, em função desse desencontro, não terão 30 dias de férias”, destacou Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS. A expectativa é de que na próxima negociação com o Sinepe/RS possa haver evolução nas discussões de forma a garantir um calendário unificado para 2015/2016, preservando o descanso dos professores. “Isso não despende custo para as instituições. É uma questão de bom senso”.

ORÇAMENTO 2015 – Os professores aprovaram também a previsão orçamentária do Sinpro/RS para o próximo ano. O documento mantém a restituição da Contribuição Sindical aos professores associados, reduz o percentual da Contribuição Assistencial e amplia os investimentos para a campanha salarial. “A definição do orçamento do Sinpro/RS é realizada coletivamente. Nos pautamos pela transparência nas receitas e nas despesas”, acentuou Amarildo Cenci, diretor do Sinpro/RS. “Há mais de duas décadas, o Sinpro/RS restitui a contribuição sindical aos associados em nome de receitas definidas e aprovadas pela categoria. Essa política passa pelo esforço da direção em aumentar o quadro social da entidade”.

NOVOS DIRIGENTES
A Assembleia Geral deu posse a sete novos dirigentes do Sinpro/RS, que ocuparão o cargo de professores que deixaram a direção estadual por motivos particulares.
Foram eleitos:
– Carmen Regina Schmidt Barbosa, professora da Urcamp, para a Regional Bagé;
– Lenison Maroso, professor da URI, para a Regional Erechim;
– Fabiane Dalmolin, professora do colégio Bom Conselho, Laércio Villa, professor do Instituto Menino Deus, Anhanguera e Marista Conceição, e Jean Mauro Menuzzim, da URI, para a Regional Passo Fundo;
– Sandra Balbé de Freitas, professora da URI e do colégio La Salle Medianeira, para a Regional Santo Ângelo;
– Neuri José Silver, professor da Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha, para a Regional São Leopoldo.