Educação infantil: convenção coletiva está disponível no site a app do Sindicato

O documento foi negociado pelo Sinpro/RS com o Sindicato patronal e traz o reajuste salarial, pagamento do 13º, entre outros pontos

Por Comunicação Sinpro/RS
ENSINO PRIVADO | Publicado em 14/07/2021


 

A CCT traz o reajuste salarial retroativo a 2020, visto que no último ano não houve reposição para este nível de ensino
Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil

Os professores da Educação Infantil Exclusiva já podem acessar a íntegra da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), negociada pelo Sinpro/RS para este nível de ensino. O documento foi aprovado em Assembleia Geral, no dia 28 de junho, e pode ser acessada no site e aplicativo do Sinpro/RS.

A CCT traz o reajuste salarial retroativo a 2020, visto que no último ano não houve reposição para este nível de ensino. Desta forma, ficou definido o percentual de 2,46%, retroativo a maio de 2020, exceto nos meses em que houve suspensão temporária do contrato de trabalho, a ser pago até 15 de agosto. 

Ficou definido ainda o reajuste de 4%, pago em novembro deste ano, sem retroatividade, referente a correção de 2021. Para o menor piso salarial pago aos professores em Porto alegre, haverá a reposição de mais 1% em março de 2022.

A Convenção Coletiva prevê também o pagamento do valor integral do 13° salário até 20 de dezembro, a transferência da data do feriado em comemoração no Dia do Professor, para 11 de outubro, com indisponibilidade total do docente, e licença remunerada nos dias 24 e 31 de dezembro, sem atividades dos professores, além da manutenção das demais cláusulas da CCT.

“As negociações encerram de forma positiva, garantindo a manutenção dos direitos conquistados nas últimas negociações e repondo perdas acumuladas desde 2019 para as professoras de educação infantil, um dos níveis de ensino mais atingidos pelos efeitos econômicos da pandemia”, explica Margot Andras, diretora do Sinpro/RS.