Gênero e sexualidade na escola é tema da nova edição da Revista Textual

O texto do professor Fernando Seffner, doutor em Educação e professor do programa de pós-graduação da UFRGS, intitulado Tem nexo não falar de sexo na escola?

Por Comunicação Sinpro/RS
Textual | Publicado em 29/05/2017


A Revista Textual lançou sua 25ª edição e traz no artigo de capa o debate sobre questões de gênero, sexualidade e heterenormatividade na escola. O texto do professor Fernando Seffner, doutor em Educação e professor do programa de pós-graduação da UFRGS, intitulado Tem nexo não falar de sexo na escola?, aborda o tema a partir da crítica às supressões dos conteúdos relativos a gênero e sexualidade, tanto do Plano Nacional de Educação, quanto dos planos municipais. “Cabe ao professor conhecer o mundo e orientar os outros sobre ele, com autoridade assentada na responsabilidade”, alerta o autor.

A editoria Ensaios traz os textos Como assim, Trump?, do professor Fabiano Mielniczuk, da ESPM-Sul e PPGEEI/UFRGS; e A pobreza explica a violência?, de Alba Zaluar, doutora em antropologia e socióloga.

Na seção O professor e o mundo da escola trás, além do texto de capa, tem o artigo Como estão nossos professores: saúde e adoecimento mental no ensino privado do Rio Grande do Sul, de Janine Kieling Monteiro, doutora em psicologia e professora da Unisinos, e de Luciana Gisele Brun, Doutoranda em psicologia da Unisinos e professora na Fadergs.

Em Dinâmica do meio educacional, temos os artigos Metodologias ativas em ambientes virtuais de aprendizagem e o crescimento do trabalho remoto dos professores, do assessor jurídico do Sinpro/RS, Henrique Stefanello Teixeira, e Ensino médio para quem?, dos professores Éder Silva Silveira e Cheron Zanini Moretti, ambos da Unisc.

A Revista Textual é semestral e distribuída aos associados e pode ser acessada na íntegra em PDF no site do Sindicato, acesse aqui.