Reforma da Previdência: comissão mantém texto governista

O relatório do deputado Arthur Maia (PPS-BA) mantém alterações drásticas na regra de aposentadorias, como 25 anos de contribuição mínima e idade de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Por Comunicação Sinpro/RS
Reforma Previdência | Publicado em 10/05/2017


A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que vota a proposta de reforma previdenciária do governo Temer manteve os principais pontos do relatório aprovado na semana passada, considerado “arrasador” pelos parlamentares de oposição.

O relatório do deputado Arthur Maia (PPS-BA) mantém alterações drásticas na regra de aposentadorias, como 25 anos de contribuição mínima e idade de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. Para ter direito ao teto da Previdência, de R$ 5.531,31, o trabalhador terá que contribuir por 40 anos.

Leia a notícia completa no site do Extra Classe.