Brasil continua entre os últimos colocados em ranking de competitividade da CNI

Assim como nas últimas duas edições do estudo Competitividade Brasil, no ano passado, o Brasil superou apenas a Argentina na avaliação de oito itens que medem a competitividade.

Por Comunicação Sinpro/RS
CNI | Publicado em 14/01/2015


Apesar de alguns avanços em 2014, o Brasil segue entre os últimos colocados em um ranking de 15 países no quesito competitividade, de acordo com estudo divulgado hoje (13) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Assim como nas últimas duas edições do estudo Competitividade Brasil, no ano passado, o Brasil superou apenas a Argentina na avaliação de oito itens que medem a competitividade.

De acordo com a CNI, o Canadá aparece em 1º lugar no ranking geral, seguido da Coréia do Sul, Austrália, China, Espanha, do Chile, da África do Sul, Rússia, Polônia, Índia, Turquia, do México, Colômbia, do Brasil e da Argentina, respectivamente. Apenas em dois dos oito quesitos analisados pela CNI, o Brasil não figura no terço inferior do ranking, ou seja, entre a 11ª e a 15ª posições.

No ano passado, o Brasil saltou da sétima para a quarta posição no quesito Disponibilidade e Custo de Mão de Obra e também avançou no quesito Peso dos Tributos, passando da 14ª para a 13ª posição. O país também apresentou melhoria no quesito Ambiente Econômico, pulando do 13º para o 11° lugar.

Já nos quesitos Infraestrutura e Ambiente Macroeconômico, no entanto, o país regrediu, passando da 13ª para a 14ª posição e do 10º para o 12º lugar, respectivamente. No quesito Disponibilidade e Custo do Capital o Brasil ficou em último lugar devido à alta taxa de juros real de curto prazo e maior spread da taxa de juros.

O estudo Competitividade Brasil, elaborado desde 2010 pela CNI, analisa ainda os quesitos Educação, Tecnologia e Inovação, além de Ambiente Microeconômico.

Fonte: EBC