Cursar faculdade sem concluir ensino médio é “queimar etapas”, diz doutora


Comunicação Sinpro/RS
Ensino superior | Publicado em 05/02/2013


É cada vez mais comum casos de jovens que ingressam na faculdade antes de concluir o ensino médio, como mostrou reportagem do Bom Dia MS da sexta-feira, 01. Em Campo Grande, o estudante Jhonatan Medrado Taira, de 15 anos, aproveitou o bom resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e se matriculou no curso de engenharia elétrica da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Para garantir a vaga, o adolescente teve de ingressar com ação na Justiça.

A doutora em educação Mariluce Bittar afirma que, atualmente, o ensino médio representa apenas uma forma de preparar o estudante para o vestibular. “O jovem precisa ter o conteúdo dos três anos do ensino médio para que ele entre com essa base necessária ao entrar na universidade. Muitas vezes, isso faz falta lá na frente. No começo, talvez a família se empolgue, mas do ponto de vista da universidade, esse aluno vai queimar etapas”, diz.

Em 2011, quem também conseguiu vaga na UFMS sem concluir o ensino médio em Campo Grande foi Isabel Tolentino. A Justiça concedeu a ela o direito de cursar medicina. Na opinião de especialistas em ensino superior, a idade ideal para cursar uma faculdade é entre 18 e 24 anos, porque é a faixa etária prevista pelo processo normal de escolarização.

A estudante Letícia Yumi Herculano, de 12 anos, prestou o Enem e somou 580 pontos, suficientes para ser aprovada no curso de pedagogia da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems). Apesar da euforia, a adolescente descartou a matrícula e diz que ainda é cedo pra encarar o ensino superior.

Com informações de G1.