MEC vai propor a fusão de disciplinas do ensino médio


Comunicação Sinpro/RS
MEC | Publicado em 16/08/2012


O Ministério da Educação (MEC) prepara um novo currículo do ensino médio em que as atuais 13 disciplinas sejam distribuídas em apenas quatro áreas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagem e matemática). A mudança prevê que alunos de escolas públicas e privadas passem a ter, em vez de aulas específicas de biologia, física e química, atividades que integrem estes conteúdos (em ciências da natureza).

A proposta deve ser fechada ainda neste ano e encaminhada para discussão no Conselho Nacional de Educação. Se aprovada, vai ser a diretriz para todo o País. Para o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, os alunos passarão a receber os conteúdos de forma mais integrada, o que facilita a compreensão do que é ensinado.

Entraves – Educadores afirmam que a mudança curricular no ensino médio proposta pelo governo federal é positiva. O problema, segundo eles, será a implementação. “O currículo hoje é de fato muito fragmentado”, afirma o vice-presidente do Consed (Conselho que reúne os secretários estaduais de Educação), Klinger Barbosa Alves. “Mas a mudança proposta requer uma série de providências que não são simples”. A principal dificuldade, afirma, é que os atuais professores foram formados em licenciaturas específicas, como física ou matemática.

Com informações da Folha de São Paulo.